A Sombra do Passado

🌟Resenha –  Série Noites em Florença🌟

Por Eline Sato
Livro 2

🌟A Sombra do Passado🌟

Autor: @sylvainreynard
Editora: @editoraarqueiro
Classificação: 5🌟❤+

“Você é a luz que brilha na minha escuridão”

 

Depois do alívio de sabermos que Raven reconsiderou sua decisão e que finalmente Willian se rendeu ao seus verdadeiros  sentimentos por ela, chegamos a mais uma obra prima do autor com A Sombra do Passado.

Sim… nesta história vamos conhecer os detalhes mais profundos e íntimos do passado de Willian e Raven. Eles irão expor seus medos e angústias de forma transparente.

Willian é um vampiro que teoricamente é desprovido de sentimentos de remorso e dor. Ele é um predador e portanto matar faz parte da sua natureza, embora Raven esteja desnudando o amor em seu coração, ele deseja agradá-la da forma que conhece. E isto inclui matar e se vingar de seus inimigos.

Assim, na noite do aniversário de Raven ele se alegra com a expectativa encantadora de presenteá-la com o sangue de alguém que no passado a deixou marcada na alma e no corpo. E acredita que ela o adorará ao ver o grande presente que ele a entregará: o sofrimento de um homem. No entanto, ao ver a figura, Raven entra em choque. Willian será obrigado a usar de seus poderes para trazê-la de volta, pois teme perdê-la, sentimento que até então desconhecia. Mas será que ele é mesmo tão frio quanto os da sua espécie?

“William não era um amante manso. Em seus braços, ela sentia seu controle, seu desejo, e a guerra que se deflagrava entre os dois sentimentos dentro dele. Mas ele nunca a machucava e sempre se preocupava em dar prazer antes de tê-lo.”

 

Neste livro vamos conhecer a família e o padre que salvou Raven e a irmã do pedófilo que se diz padrasto. Contudo, um conflito se inicia, pois o padre faz parte do grupo que abomina as criaturas das trevas, e isso inclui o maravilhoso Willian. E agora, a protagonista se vê em torno de um dilema: O amor obscuro de Willian ou a luz da verdade pregada pela igreja? Quem diz a verdade sobre o verdadeiro amor?

Willian e Raven vivem momentos mágicos como casal. Ele é tão perfeito como amante e protetor que a cada página virada o autor consegue nos fazer sentir o calor do amor que flui por sua pele fria e ao mesmo tempo sentimos a intensidade do desejo de Raven que também teme perdê-lo. Cada toque ou olhar que eles trocam entre si nos fazem queimar como brasa viva. É sensual, quente e erótico de forma elegante. Ela é colocada em um pedestal, ele a venera e a deseja como mulher e ela o admira e o deseja como amante e como o seu grande amor. Ela se torna sua luz em meio à escuridão e ele a sua força e coragem.

“Gosto de sentir você. Gosto de descobrir coisas novas sobre seu corpo, como você reage ao meu toque, ao meu beijo, ao meu corpo quando está dentro do seu. Você é um livro que merece ser lido.”

 

Willian é intenso e verdadeiro, sempre que Raven o questiona ele não a engana, ele espera o momento e com sabedoria revela cada segredo sobre o seu passado. Ela sente-se segura e consegue enxergar essa sinceridade. Contudo, o leitor se depara com a dúvida na qual a protagonista irá viver quando o padre que ela tanto ama a desafia. Ele planta algumas sementes em sua alma que a fazem duvidar do porquê Willian escolheu as trevas. E é aqui que o narrador leva o leitor a conhecer a criação e todos os poderes do Príncipe de Florença. Enquanto isso, seus inimigos prepararam uma nova guerra.

Willian recebe uma carta na qual  o padre o coloca em checkmate e o Príncipe se vê em uma situação delicada onde deverá escolher entre a sua cidade amada ou o grande amor de sua vida.

No entanto, como na vida real a fantasia reflete situações das quais os leitores podem já ter experimentado, tais como a traição daqueles dos quais você menos espera. Conseguimos sentir a dor de todos os personagens. A manipulação e ousadia do poder de líderes religiosos que defendem seus interesses e destroem algo que poderia ser belo. Usam o poder que lhes foi dado e argumentam inverdades. Por trás de um pedido ou conselho há algo muito maior acontecendo. Interesses políticos e mais poder, pois o sangue de cada vampiro tem um valor incalculável para os humanos. Desta forma, o autor nos faz questionar até onde o homem é capaz de chegar quando se trata de poder usando as palavras de amor e proteção, porém revelando sua hiprocrisia.

Diante disso vemos mais uma vez o Príncipe à sombra de seu passado vivenciando a semelhança da história de Romeu e Julieta em Sheeksperare com o amor proibido de duas famílias que não se aceitavam. E mais uma vez ele estaria vivendo esse pesadelo.

“A arte é a única beleza que nunca morre.”

 

A pergunta que fica nesta história é: E agora? Raven e Willian estão diante de uma guerra de poderes entre humanos e vampiros. Será que ele resistirá e irá lutar até o fim por esse amor? E será que ela suportará esperar por ele?

Mais uma vez Sylvain nos faz descer nas profundezas do amor e da dor.  Raven não deseja se entregar as trevas, pois corre o risco de perdê-lo em breve, pois o tempo de Willian como vampiro parece estar sendo cronometrado e ela teria que viver um mundo de escuridão  sem ele. Ele por sua vez pode estar sendo condenado a viver sem ela como humana.

É impossível terminar essa leitura e não correr para comprar o livro três com a Perdição em Roma.

Agradeço ao autor por mais uma belíssima obra.

Com amor,

Resenha – A Transformação de Raven

🌟Resenha –  Série Noites em Florença🌟

Por Eline Sato
Livro 1

🌟A Transformação de Raven🌟

Autor: @sylvainreynard
Editora: @editoraarqueiro
Classificação: 5🌟❤+

Música que para mim define esse livro:  Woman – Munford & Sons

“Non rubare. La vendetta è mia; io ricompenserò. – Não roubarás. A vingança me pertence. Eu darei o troco.”

Como citei na resenha do livro de introdução da série Noites em Florença, O Príncipe das Sombras cria um panorama de quem é o Príncipe Willian e o porquê de seu ódio pela vida de Gabriel. Contudo, muitos mistérios sobre a sua vida particular flutuam no ar. Uma guerra se inicia para destruir o seu reinado em Florença e é quando o Príncipe deixa seus planos de vingança contra os Emersons para depois.

Em A Transformação de Raven o leitor se depara com um romance intenso entre Willian York e uma jovem com uma beleza peculiar chamada Raven Wood. Willian é o Príncipe das trevas que governa Florença há quase 700 anos. Ele é poderoso, determinado, sábio, isento de qualquer resquício de misericórdia e profundamente misterioso, pois nem mesmo aqueles que o servem com fervor sabem do que ele é capaz. Todos sabem que ele pertence ao grupo de vampiros chamado de “antigos”, aqueles que possuem certas vantagens e poderes incalculáveis, no entanto, desconhecem alguns segredos e poderes que nem mesmo certos seres da sua espécie conseguem exercer, e os quais o Príncipe faz questão de esconder para sua própria segurança. O maior orgulho de Willian é a paz e segurança que ele oferece à Florença. Ele a governa com cuidado e respeita as leis que dividem humanos e vampiros instituída há séculos.

“Sou a escuridão tornada visível.”

Em uma noite, determinado a recuperar as ilustrações que ele alega terem sido roubadas por Gabriel, o Príncipe consegue ter acesso a Galeria e as recupera para seu acervo de artes. Em paralelo, a jovem Raven, apaixonada pela arte renascentista e restauradora que trabalha na Galeria, está voltando de uma festa entre amigos, quando se depara com alguns delinquentes que tentam ferir um sem teto. Raven é uma mulher que carrega uma história traumática, possui uma alma iluminada e um coração benevolente, ela é corajosa e determinada a defender os menos favorecidos. É portadora de uma deficiência em uma das pernas que a faz caminhar com dificuldades e ao se deparar com a crueldade daqueles homens ela tenta proteger o mendigo, mesmo sabendo que está se colocando em risco. Ela é atacada por esses delinquentes e arrastada para um beco escuro da cidade. Até que… do alto do telhado enquanto admirava a cidade e fugia da chuva fina que caía, Willian sente o aroma adocicado e perfumado de uma jovem que o faz ter lembranças antigas de quando ele era humano.

“Se a perfeição for o padrão da normalidade, todos nós somos um fracasso.”

O sangue inocente de Raven é espalhado pelo chão. O Príncipe dispara em sua direção na tentativa de ser o primeiro a consumir a refeição, até que se depara com uma cena deprimente que o faz lembrar-se do passado levando-o a substituir seu apetite pelo sangue por vingança. Raven é levada para a casa do Príncipe de forma sobrenatural enquanto ele tenta ressuscitá-la com alguns de seus segredos. Dias depois uma nova Raven amanhece em seu apartamento completamente diferente e sem qualquer lembrança do que aconteceu.

Ela segue sua rotina tentando entender o mistério quando chega na Galeria e descobre que é uma das suspeitas pelo roubo das ilustrações.

É a partir daqui que o leitor mergulha nas profundezas da história tentando construir o quebra-cabeça que o autor criou desde o primeiro livro da série o Inferno de Gabriel. Raven recebe a visita misteriosa e enigmática de um ser obscuro, porém que a protege de todas as formas possíveis.

“Queria beijar sua boca e penetrar seu corpo. Queria olhar nos seus olhos e ver confiança, não medo, e fazê-la dormir nos seus braços da mesma forma que a mulher de Emerson dormia nos dele.”

Como em todos os livros de Sylvain, o autor tem uma narrativa deliciosa, sedutora e misteriosa que não nos deixa parar a leitura. Sabe aquele livro que você diz “só mais um capítulo”? Sim, essa série nos leva a ler sem parar. Raven é uma mulher insegura no quesito aparência e relacionamentos e fica claro na narrativa o desejo intenso de Willian pelos belos olhos verdes e pele macia de Raven. Ele a deseja como ela é, com todas as suas deficiências físicas e emocionais. Raven oscila entre o medo de quem ele é ou o que ele é, e o desejo de tê-lo por perto sentindo-se protegida e desejada.

“Havia experimentado uma profusão de emoções: medo, assombro, alívio, raiva e até desejo em alguns momentos.”

Nesta série somos presenteados com uma narrativa mais sensual e erótica se comparada com a série de O Inferno de Gabriel, pois o Príncipe é um vampiro sedutor, intenso e vigoroso. Raven experimenta momentos de intensa paixão em seus braços. Particularmente, quase perdi o folego em uma das cenas narradas no capitulo 46 da história, pois confesso que foi umas das cenas eróticas mais bem construídas e narradas que já li no meu histórico de livros sensuais. Os detalhes são intensos e perfeitamente narrados, nos levando a vivenciar o momento com emoções e suspiros. Para falar a verdade, parei de respirar com a intensidade de Willian e a entrega de Raven nestas cenas. Perfeito!

“Então apoie-se em mim para sempre. – Para sempre é muito tempo. – Não o bastante quando se está dançando com a esperança. Raven viu desejo e paixão no rosto dele; a intensidade do seu olhar era surpreendente. – Me beije, William. “

O amor, a bondade e a misericórdia da personagem nos toca de forma profunda quando ela intercede nos planos de vingança de Willian para com os Emersons. Somos presenteados com capítulos inteiros narrando detalhes da história entre Julia, Gabriel e a filha do casal, Clare. Momentos de êxtase para os apaixonados pela série de Gabriel. Sem contar, o desvendar delicado dos mistérios que o autor foi deixando em cada livro.

“Se tivesse que escolher entre a justiça e a misericórdia, o que escolheria? – A misericórdia – sussurrou ela. – E se ficasse cara a cara com aqueles que agrediram o seu sem-teto, você lhes daria misericórdia? Ela hesitou, e ele riu. – Bem que eu imaginei. Até mesmo os mais magnânimos só querem misericórdia para quem merece. – Ninguém merece misericórdia. O não merecer é que faz dela misericórdia.”

Como em todas as histórias de Sylvain, o leitor estará diante de um romance fantástico repleto de dramas profundos com temas extremamente importantes, tais como amor, perdão, estupro, pedofilia, discriminação e religiosidade. Sem contar as mensagens sobre o amor próprio. Uma mulher que não acreditava mais que alguém pudesse amá-la devido suas condições físicas, passa a olhar-se de forma diferente quando um ser sobrenatural abre sua mente para o que realmente é belo.

“A beleza é uma coisa vã. Ela surge, e, assim como o vento, desaparece.”

Mas a pergunta que fica neste livro é: Até onde esse amor entre um humano e um vampiro poderia dar certo?
Vamos descobrir no próximo livro da série: As Sombras do Passado.

Com amor
Eline Sato

Resenha – Sarah

Olá amores!

Era para ter postado ontem, mas não tive tempo. Por isso, nesta segunda ensolarada e gelada, vamos conhecer mais um pouco da história de Sarah pelo olhos da maravilhosa Bookstagran Vanessa Magela do ig literário @chocolatraliteraria.

𝗥𝗲𝘀𝗲𝗻𝗵𝗮 • | Sarah | @eline_sato | @thebookseditora | 478 págs. | 5/5⭐️+❤️

🌻  Primeiro contato que tenho com a escrita da Eline Sato e me encantei com o livro. Sarah é um livro baseado em fatos reais com roteiro fictício, histórias narradas por amigos e familiares da escritora, onde com maestria Eline soube reunir sentimentos e acontecimentos e em um belo livro nos conta a história da protagonista Sarah.
.
🌻  Neste romance dramático, conheci Sarah, uma meiga menina de 21 anos, estudante de medicina, mas cheia de fantasmas do passado. Na infância conviveu com um pai opressor, um fanático religioso, onde ela tinha que seguir todas as normas impostas pelo pai. Ainda na infância, em Taubaté, era ao lado de sua amiga Vivian que Sarah conseguia se “libertar” das amarras de seu pai e “curtir” a adolescência, assistindo sua série favorita Grey’s Anatomy e fazendo planos para o futuro. Vivian tinha um irmão autista e ambas queriam estudar medicina e assim entender mais sobre o Transtorno do Espectro Autista. Mas uma fatalidade acontece e Vivian morre aos 15 anos, deixando um eterno vazio no coração de Sarah e deixando também sonhos e promessas feitas por ambas.
.
🌻  Sarah passa na USP, ela consegui autorização dos pais para cursar medicina e assim conseguir viver. Sarah promete a si mesma que quer mudar, quer “se sentir livre! ”.
.
🌻  Sarah faz amizade com Marcela, sua companheira de alojamento e aceita no dia do seu aniversário ir a uma balada com ela, pois ela quer ser uma nova Sarah, sair de seu casulo. Sarah também tem como “amigo” seu diário, um objeto simples que ela não pode ter em uma infância marcada por regras, brigas e regime autoritarista.
.
🌻  Conheci também o Dr. Hakin, melhor dizendo: O lindo, ciumento, metódico, carinhoso e tudo de bom… Benjamim Hakin (Ben), um rapaz rico, estudante do último período de medicina na USP e que se encanta por Sarah à primeira vista, em um encontro na balada.
.
🌻 Desde o dia que se viram pela primeira vez, o amor dos dois só aumentou. Almas gêmeas enviadas por Deus. Ben tem que controlar seu jeito controlador e Sarah vencer seus traumas de infância para que o amor dos dois durem e se eternizem. Entre altos e baixos, “fantasmas”, inseguranças, família, e acontecimentos tristes, será que o AMOR vence?
.
🌻  Os personagens principais e secundários foram muito bem desenvolvidos. Uma história muito bem escrita. Chorei, sorri e fui acometida por sentimentos fortes lendo este livro, o qual guardarei eternamente em meu coração. O Ben eu queria colocar em um potinho na minha estante. E a mensagem que o livro passa é linda… Tudo passa, só Deus prevalece!
.
💬 Obs.: Selecionei vários quotes e eles merecem um novo post. Aguardem!
.
por @chocolatraliteraria
Vanessa Magela

 

Disponível em E-book pela Amazon Kindle Unlimited e Livro físico.

Resenha – O Príncipe das Sombras

🌟Resenha –  Série Noites em Florença🌟

Por Eline Sato

Livro 01

🌟O Príncipe das Sombras🌟

 Autor: @sylvainreynard

Editora: @editoraarqueiro

Classificação: 4🌟❤+

“Suas mãos pálidas vasculharam, aflitas, a pilha de ilustrações de valor inestimável enquanto ele contava entre os dentes. Então ergueu os olhos e fitou Gianni. – Estão todas aqui? – Sim, Mestre. Cem ao todo.“

Podemos até chamar esta obra de um “conto” do autor Sylvain Reynard.

Quando encerrei a leitura de “Gabriel’s Promise” fiquei muito curiosa para saber qual era o mistério que envolvia os Emersons.

Por que alguém iria querer destruir Gabriel e machucar Julia?

O autor deixa pistas durante todas as narrativas em todos os livros. Desde “O Inferno de Gabriel”, quando Julia o questiona sobre onde conseguiu comprar as “cópias” dos trabalhos de Botticelli, ele diz que foi no mercado negro com alguém de sua confiança e logo desconversa.

Depois, em “O Julgamento de Gabriel”, enquanto o professor apresenta sua palestra em Florença, um homem misterioso aparece e rodeia o casal com algumas perguntas estranhas.

Esse ser aparece em várias partes, inclusive, no quarto livro quando Gabriel percebe que sua família está sendo perseguida e vigiada.  Logo depois uma situação muito assustadora acontece dentro da casa dos Emersons. Ao descrever o que viu, Júlia me deixou com a sensação de que eles estão  tratando com algo de outro mundo, sem contar a forma como ele teve acesso a casa.

Gabriel começa a investigar um objeto que foi deixado para ele e o livro “Gabriel’s Promise” termina com esse mistério.

Chegamos enfim à nova série Noites em Florença com o “Principe das sombras” que conta a história de um príncipe que foi roubado há muitos séculos atrás. Ele sente-se injustiçado e está determinado a ter de volta o que acredita ser dele, além de querer vingança por quem o lesou.

“Ela levantou a cabeça, sorriu para o homem que a abraçava, e o Príncipe viu amor naquele olhar. Já fazia muitos anos que ninguém lhe sorria daquele jeito. Como se ele próprio fosse o prêmio. Sentiu a dor da perda e o peso de uma inveja nascente.”

Ao descobrir que os desenhos originais estão em Florença e quem são os verdadeiros donos,  ele planeja cada passo de sua maldade contra os Emersons. No entanto, ao olhar através da alma de Júlia, o príncipe se depara com o fluir de uma bondade a qual ele não esperava, além de sentir com seu faro apurado notas sensoriais de que Júlia está doente. E por um milésimo de segundo sente compaixão. Confuso, ele decide esperar e observar o casal até concluir os seus planos.

“O Príncipe se permitiu admirar a mulher do professor enquanto aquele tolo seguia falando sem parar, em italiano, sobre como ela o convencera a compartilhar suas cópias das ilustrações originais de Botticelli. Os comentários ignorantes só fizeram atiçar as chamas de sua ira.”

Bom… nesta parte da narrativa foi quando de fato me apeguei a história do príncipe, que até então, eu só desejava saber sobre o porquê dele querer se vingar dos Emersons. E neste livro é possível descobrir o segredo. O fato mais encantador dos livros de Sylvain, eu já falei e volto a repetir, são estes pequenos segredos, mistérios e sensualidade que aparecem do início ao fim das histórias, e neste não é diferente.

O conto é do príncipe, entretanto, detalhes maravilhosos dos momentos íntimos de Gabriel e Júlia aparecem em toda a narrativa. O livro é narrado e entrelaçado a trilogia de o “Inferno de Gabriel”, ou seja, tudo acontece de forma simultânea. Não posso dizer como, pois estragaria o mistério, mas posso falar que você precisa ler a trilogia para entender a resenha.

“Ao ver os movimentos ávidos da mulher, o Príncipe sentiu mais do que desejo. Viu de relance sua linda boca e o balanço dos cabelos compridos que sem dúvida teriam sob seus dedos a textura da seda. “

Quando o príncipe parte para executar suas vítimas, é surpreendido por um exército que deseja o destruir para tomar posse de seu reinado. E agora, ele precisa descobrir quem está o traindo e se preparar para uma possível guerra entre os principados de Florença e Veneza. Desta forma a sua vingança contra os Emersons fica em segundo plano.

Situações inesperadas acontecem com Júlia e Gabriel e eles partem de Florença antes do combinado e mais uma vez o príncipe perde o rastro de suas vítimas.

O livro é curto e o leitor tem a oportunidade de conhecer um outro lado da história, inclusive sobre o que de fato aconteceu com Dante. Tudo narrado de forma espetacular, sensível e delicada.

Parte do mistério é desvendado, mas agora fui instigada a saber como ele novamente chegará até os Emersons e o que mais ele estava procurando, uma vez que os seus pertences já estão todos em Florença.

“Naquela noite, porém, o Príncipe seria desafiado. E alguns de seus bens mais preciosos seriam levados.”

Talvez eu tenha lhe deixado com algumas dúvidas ou um pouco perdido sobre os tempos em que tudo acontece, então os desafio a ler todos os livros e ter a oportunidade de sentir as mesmas emoções ou quem sabe até outras.

Obrigada ao autor e vamos para próxima leitura.

Com amor

Eline Sato

Resenha “Gabriel’s Promise”

🌟Resenha Gabriel’s Promise🌟

Autor: @sylvainreynard

Editora: A Jove Book – NewYork

Classificação: 5🌟❤️➕

“Ele segurava nos braços um milagre – a extravagância da graça concedida a alguém que era orgulhoso e às vezes zangado, intemperante e viciante, lascivo e esbanjador. O perdão não era para os sem pecado ou os perfeitos. Misericórdia não era para os justos.”

 

Depois de terminar a trilogia de O Inferno de Gabriel, recebemos um presente do autor @sylvainreynard com o quarto livro que ainda não temos traduzido para o português, e, por essa razão o nome do livro está em inglês. Minha ansiedade não suportou esperá-lo chegar ao Brasil, sendo assim comprei em e-book na versão original e o resenhei.

Depois de um final espetacular e dramático em “A Redenção de Gabriel” (livro3), este quarto livro narra a volta para casa da família Emerson’s e sua nova vida.

Julia está de licença a maternidade e conta com a ajuda do marido para cuidar de Clare, o que Gabriel desempenha com graça e desenvoltura de forma encantadora. É simplesmente lindo de ver o cuidado e o amor que ele transborda sobre a filha e a esposa.

Mais uma vez Julia passa por algumas consequências pós-parto e esconde de Gabriel alguns detalhes, o que nos deixam tensos por saber que provavelmente isso não acabará bem.

Gabriel recebe uma notícia maravilhosa sobre sua carreira. No entanto, da mesma forma, tem dificuldades de contar para Julia, uma vez que isso pode mudar o destino de suas vidas.

“Eis que és justo, meu amor; eis que tu és justo. ” E nunca vou ver nada deste lado do céu mais bonito que você. “

 

E aqui começam os dramas da família que fica mais uma vez dividida entre o amor e suas carreiras, sem contar com as pessoas que se esforçam para destruir a união do casal e os separar de alguma forma.

O final de A Redenção de Gabriel  já é perfeita. No entanto, Sylvain criou uma continuação que eu diria ser um longo epílogo da história de Julia e Gabriel. E isso é o melhor desta narrativa. Porque o leitor que se apaixonou e se conectou com esses personagens durante a leitura, sente-se acolhido pelo autor quando este nos presenteia com mais tempo na presença de cada um deles. Sentimos o coração aquecido sem perceber que aos poucos o autor está inserindo outros personagens e nos conduzindo às suas histórias com maestria.

A grandeza de Sylvain como autor está no carinho que ele possui com seus leitores quando faz de suas histórias uma linha perfeita para cada personagem. Não nos sentimos órfãos da conexão que desenvolvemos durante a leitura. Aos poucos estamos nos apaixonando pelos personagens secundários e até mesmo de novos personagens que são introduzidos para o próximo livro.

Há um mistério intrigante nesta história que nos faz desejar mais e mais da leitura e aqui fica o segredo de Sylvain. Ele nos deixa pistas durante toda a trilogia sobre um personagem que será o principal de outra história. E você só percebe isso nesta obra, assim chegamos a outra coleção de seus livros “Noites em Florença”.

“Dante aborda amor, sexo, redenção e perda. Esses assuntos são de extrema preocupação para todos os seres humanos. Se você pular o Inferno, perderá as melhores partes. ”

Por hoje só tenho a agradecer por mais uma história perfeita do meu mais novo autor predileto… SR Sylvain Reynard
.
Com amor
Eline Sato