Resenha – O Príncipe das Sombras

🌟Resenha –  Série Noites em Florença🌟

Por Eline Sato

Livro 01

🌟O Príncipe das Sombras🌟

 Autor: @sylvainreynard

Editora: @editoraarqueiro

Classificação: 4🌟❤+

“Suas mãos pálidas vasculharam, aflitas, a pilha de ilustrações de valor inestimável enquanto ele contava entre os dentes. Então ergueu os olhos e fitou Gianni. – Estão todas aqui? – Sim, Mestre. Cem ao todo.“

Podemos até chamar esta obra de um “conto” do autor Sylvain Reynard.

Quando encerrei a leitura de “Gabriel’s Promise” fiquei muito curiosa para saber qual era o mistério que envolvia os Emersons.

Por que alguém iria querer destruir Gabriel e machucar Julia?

O autor deixa pistas durante todas as narrativas em todos os livros. Desde “O Inferno de Gabriel”, quando Julia o questiona sobre onde conseguiu comprar as “cópias” dos trabalhos de Botticelli, ele diz que foi no mercado negro com alguém de sua confiança e logo desconversa.

Depois, em “O Julgamento de Gabriel”, enquanto o professor apresenta sua palestra em Florença, um homem misterioso aparece e rodeia o casal com algumas perguntas estranhas.

Esse ser aparece em várias partes, inclusive, no quarto livro quando Gabriel percebe que sua família está sendo perseguida e vigiada.  Logo depois uma situação muito assustadora acontece dentro da casa dos Emersons. Ao descrever o que viu, Júlia me deixou com a sensação de que eles estão  tratando com algo de outro mundo, sem contar a forma como ele teve acesso a casa.

Gabriel começa a investigar um objeto que foi deixado para ele e o livro “Gabriel’s Promise” termina com esse mistério.

Chegamos enfim à nova série Noites em Florença com o “Principe das sombras” que conta a história de um príncipe que foi roubado há muitos séculos atrás. Ele sente-se injustiçado e está determinado a ter de volta o que acredita ser dele, além de querer vingança por quem o lesou.

“Ela levantou a cabeça, sorriu para o homem que a abraçava, e o Príncipe viu amor naquele olhar. Já fazia muitos anos que ninguém lhe sorria daquele jeito. Como se ele próprio fosse o prêmio. Sentiu a dor da perda e o peso de uma inveja nascente.”

Ao descobrir que os desenhos originais estão em Florença e quem são os verdadeiros donos,  ele planeja cada passo de sua maldade contra os Emersons. No entanto, ao olhar através da alma de Júlia, o príncipe se depara com o fluir de uma bondade a qual ele não esperava, além de sentir com seu faro apurado notas sensoriais de que Júlia está doente. E por um milésimo de segundo sente compaixão. Confuso, ele decide esperar e observar o casal até concluir os seus planos.

“O Príncipe se permitiu admirar a mulher do professor enquanto aquele tolo seguia falando sem parar, em italiano, sobre como ela o convencera a compartilhar suas cópias das ilustrações originais de Botticelli. Os comentários ignorantes só fizeram atiçar as chamas de sua ira.”

Bom… nesta parte da narrativa foi quando de fato me apeguei a história do príncipe, que até então, eu só desejava saber sobre o porquê dele querer se vingar dos Emersons. E neste livro é possível descobrir o segredo. O fato mais encantador dos livros de Sylvain, eu já falei e volto a repetir, são estes pequenos segredos, mistérios e sensualidade que aparecem do início ao fim das histórias, e neste não é diferente.

O conto é do príncipe, entretanto, detalhes maravilhosos dos momentos íntimos de Gabriel e Júlia aparecem em toda a narrativa. O livro é narrado e entrelaçado a trilogia de o “Inferno de Gabriel”, ou seja, tudo acontece de forma simultânea. Não posso dizer como, pois estragaria o mistério, mas posso falar que você precisa ler a trilogia para entender a resenha.

“Ao ver os movimentos ávidos da mulher, o Príncipe sentiu mais do que desejo. Viu de relance sua linda boca e o balanço dos cabelos compridos que sem dúvida teriam sob seus dedos a textura da seda. “

Quando o príncipe parte para executar suas vítimas, é surpreendido por um exército que deseja o destruir para tomar posse de seu reinado. E agora, ele precisa descobrir quem está o traindo e se preparar para uma possível guerra entre os principados de Florença e Veneza. Desta forma a sua vingança contra os Emersons fica em segundo plano.

Situações inesperadas acontecem com Júlia e Gabriel e eles partem de Florença antes do combinado e mais uma vez o príncipe perde o rastro de suas vítimas.

O livro é curto e o leitor tem a oportunidade de conhecer um outro lado da história, inclusive sobre o que de fato aconteceu com Dante. Tudo narrado de forma espetacular, sensível e delicada.

Parte do mistério é desvendado, mas agora fui instigada a saber como ele novamente chegará até os Emersons e o que mais ele estava procurando, uma vez que os seus pertences já estão todos em Florença.

“Naquela noite, porém, o Príncipe seria desafiado. E alguns de seus bens mais preciosos seriam levados.”

Talvez eu tenha lhe deixado com algumas dúvidas ou um pouco perdido sobre os tempos em que tudo acontece, então os desafio a ler todos os livros e ter a oportunidade de sentir as mesmas emoções ou quem sabe até outras.

Obrigada ao autor e vamos para próxima leitura.

Com amor

Eline Sato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *